Situada no concelho de Viana do Castelo, a Quinta do Monteverde, fundada no século XVI, representa parte do morgado da Casa das Torres da Sra. das Neves de Sendim, pertença da família Barbosa Sottomaior. Com uma localização privilegiada, na comunhão do campo, praia e foz do rio Neiva oferece uma estadia de conforto e qualidade.

A casa foi recuperada para turismo de habitação, entre 1998 e o ano 2000, preservando o património e a tradição da família. Dispõe de dois quartos nas torres e uma suite no piso térreo, e nas três antigas dependências convertidas em apartamentos com decoração moderna, com quarto e sala com lareira confortáveis. A biblioteca e a sala de jogos reúnem uma coleção de armas antigas. O jardim convida e inspira, com piscina de águas cristalinas e jogos de ténis.

Alojamento

  • 5 x Duplo - Desde 125.00€ / noite
  • 2 x Twin - Desde 125.00€ / noite

Características

  • Biblioteca
  • Bicicletas
  • Desportos náuticos
  • Estacionamento
  • Fala-se espanhol
  • Fala-se francês
  • Fala-se inglês
  • Jardins
  • Passeios a Pé
  • Pesca
  • Piscina
  • Provas de vinho
  • Refeições mediante solicitação
  • Sala de jogo
  • Sala para conferências
  • Ténis

Morada

Sendim de Cima - Castelo do Neiva

3885 TH

Em Castelo de Neiva, a poucos quilómetros de Viana do Castelo, fica a Casa do Monteverde, um belíssimo solar do século XVI, cuja casa e quinta fizeram parte do morgado da Casa das Torres da Senhora das Neves de Sendim.

Desde meados do século XVI, na posse da família Cunha Lobo Barbosa Sottomaior, passou em 1820 a ser conhecida como Quinta do Monteverde, depois de entrar na família o juíz genovês Luigi Vital Monteverdi. Este nobre italiano veio em 1790 assistir ao casamento de D. João VI. Apaixonado pela dona da casa, Teresa de Jesus da Cunha Lobo Barbosa Sottomaior, ficou, acabando por casar e a quinta ganhou então o nome actual, bastante mais curto.

A casa foi totalmente restaurada entre 1998 e o ano 2000, mantendo-se os interiores, tanto na beleza da sua decoração como nos acabamentos, dignos do estilo e esplendor passados.

O turismo de habitação é feito na casa principal, com dois quartos nas torres e uma suite no piso térreo, e nas três antigas casas dos trabalhadores, que foram transformadas em apartamentos, com quarto e sala própria.

Uma grande sala com lareira serve para uso comum.

As mobílias, pinturas, retratos de família do século XVIII foram mantidas na casa principal, sendo a decoração dos apartamento mais moderna, mas bonita. A biblioteca e a sala de jogos têm, por sua vez, uma interessante colecção de armas antigas.

Também os jardins foram arranjados e redesenhados, o que torna os momentos na piscina, ou durante os jogos de ténis, num prazer suplementar e estético.

Com uma localização privilegiada, onde campo, praia e foz do rio Neiva estão a escassos quilómetros, a Quinta do Monteverde junta o útil ao agradável com o campo e o mar ao seu dispor.

In Solares de Portugal A arte de bem receber , Edições INAPA, 2007