Gastronomia

Os sabores e aromas dos Solares

A gastronomia portuguesa é uma das surpresas mais apreciadas pelos turistas que nos visitam, mas importante é recordar que conhecer Portugal através dos seus vinhos ou gastronomia, é apenas um motivo para ir ao encontro das suas gentes, quotidianos e vivências. Toda a diferença é feita, quando se é recebido por famílias que habitam há gerações nestes lugares, em casas que mantêm as tradições e onde se transmitem conhecimentos e sabedoria.

O circuito inclui 7 noites com alojamento, pequeno-almoço, e uma bebida de boas-vindas.

Inclui oferta de uma Experiência de 3 jantares (1 em cada um dos Solares).

Gastronomia

  Dia 1: CASA DE VILARINHO DE S. ROMÃO, 2 noite(s)

  Dia 3: QUINTA DA MATA, 2 noite(s)

  Dia 5: CASA DAS TORRES, 3 noite(s)

Experiências

  Bebida de Boas Vindas

  Jantar

  Pequeno-almoço

Preços

  Quarto Indivídual / pax: 740.00€

  Quarto Casal / pax: 460.00€

A gastronomia portuguesa é uma das surpresas mais apreciadas pelos turistas que nos visitam.

Dispondo duma vasta costa, o mar também nos distingue na gastronomia, que tem nos peixes e mariscos os principais atrativos. É uma cozinha de sabor a mar que lhe propomos, bastando para tanto provar a qualidade do marisco ou dum peixe grelhado, acabado de pescar. Mas o bacalhau é um dos pratos fortes da nossa culinária. Cozinhado seco, pelo tempo que demorava a chegar à nossa mesa desde que era pescado, em longínquas paragens, também ele traz notas atlânticas à nossa culinária.

Para finalizar a sua refeição, não pode dispensar um dos deliciosos doces conventuais.

E temos vinhos de excecional qualidade para acompanhar. Se o Porto ou o Madeira têm fama mundial, já os vinhos de mesa são um dos mais bem guardados segredos de Portugal. Brinde então à sua estada entre nós e acompanhe com um, ou dois, pastéis de nata. São de "comer e chorar por mais".

No lado da carne, há uma verdadeira especialidade a nível nacional: o famoso "Cozido à Portuguesa" misturas de várias carnes e legumes num ensopado de excelente sabor.

Cada prato é servido com um vinho certo para fazer boa justiça. E não vamos nos esquecer dos queijos!

Prove os sabores tradicionais da cozinha da região do Douro com os seus vinhos e as suas sobremesas sumptuosos. A cozinha da região do Douro é uma das mais variadas em Portugal.

Em Trás-os-Montes reinam as carnes e enchidos, com destaque para os de Chaves e Lamego.

Outra especialidade é arroz, frango ou as carnes barrosã, maronesa e mirandesa.

As terras ricas do Noroeste Peninsular oferecem uma gastronomia rica e abundante que deve provar. Desfrute a boa mesa no Minho.

O rei da cozinha minhota é o caldo verde, feito de couve migada, batata, alho, cebola e azeite. A abrir ou a fechar a refeição, ou mesmo a altas horas da madrugada, não deixe de provar esta iguaria que é acompanhada com rodelas de bom chouriço ou salpicão e broa de milho.

Em terras de Vinho Verde, a frescura de um bom copo aguça-lhe o apetite para outras preciosidades. Nos peixes, os pratos à base de lampreia e sável partilham com o bacalhau as honras da boa mesa minhota. Mas foi o bacalhau de cura amarela quem deu fama à gastronomia típica da região.

O bacalhau à Gil Eanes e a truta à minhota com presunto são pratos que, igualmente, não pode perder.

Nas carnes, o não menos famoso sarrabulho, em papas ou em arroz, os rojões e a perna de porco à Clara Penha, são pitéus muito apreciados em tempo de matança do porco, por alturas do Natal. Não esqueça também o cozido, o cabrito da Serra e a caldeirada de "cabra nova" do Gerês.

A acompanhar todas estas iguarias, prove o presunto de Castro Laboreiro e os enchidos caseiros.

Importante é recordar que conhecer Portugal através dos seus vinhos ou gastronomia, é apenas um motivo para ir ao encontro das suas gentes, quotidianos e vivências. Toda a diferença é feita, quando se é recebido por famílias que habitam há gerações nestes lugares, em casas que mantêm as tradições e onde se transmitem conhecimentos e sabedoria.