CASA DE CANEDO - CANEDO DE BASTO E CORGO, CELORICO DE BASTO

Enquadrada pelas paisagens da região de Basto, avistando a Serra do Marão, surge a Casa de Canedo. Um edifício datado do século XVII, localmente reconhecido por Casa do Barreiro, com uma exploração florestal e vinícola de cerca de 50 hectares. A história da casa está associada à família dos Machados de Andrade que, em 1917, em legado da última dona, passa para a Santa Casa da Misericórdia de Margaride. Em 1940, a propriedade é vendida em hasta pública à Sociedade Agrícola de Basto, de Fernando Rau. Em 1996, inicia-se o projecto de modernização para Turismo de Habitação, salvaguardando os valores da tradição da casa. Os dez quartos confortáveis e a antiga cozinha, deliciam com pratos tradicionais e produtos da quinta.

Destaca-se a participação nas actividades do campo, como as vindimas do vinho Verde, no pico da faina agrícola, em finais de setembro e início de outubro, constituindo um convite e uma experiência única na descoberta do mundo rural.

Alojamento

  • 4 x Twin - Desde 80.00€ / noite
  • 6 x Duplo - Desde 90.00€ / noite

Características

  • Adega
  • Bicicletas
  • Bilhares
  • Caça
  • Capela
  • Estacionamento
  • Fala-se espanhol
  • Fala-se francês
  • Fala-se inglês
  • Jardins
  • Passeios a Pé
  • Pesca
  • Piscina
  • Provas de vinho
  • Refeições mediante solicitação
  • Ténis de mesa

Localização

Rua Abelheiro de Baixo, 110 - Canedo de Basto e Corgo

148 TH

A Casa de Canedo, mais conhecida localmente como Casa do Barreiro, encanta pelo contraste de amarelo ocre com o original cinzento do granito e o esverdeado da natureza circundante. Localizada nas Terras de Basto, uma região famosa pela beleza natural e pelo vinho, está próxima das vilas de Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto.

A sua história remonta ao século XVII, época em que foi mandada construir. Dos seus proprietários, sabe-se que pertenceu à família dos Machados de Andrade e seus descendentes e, em 1917, em legado da última dona, passou para as mãos da Misericórdia de Margaride. Passadas algumas décadas, mais precisamente em 1940, acabou por ser vendida em hasta pública à Sociedade Agrícola de Basto, de Fernando Rau.

O solar encontra-se inserido numa bonita quinta de 90 hectares, cujas actividades predominantes são a exploração florestal e a produção vinícola. Possui uma arquitectura com planta em quadrado e pátio interior. Uma das alas, a mais recente, foi edificada nos finais do século XVIII, e denomina-se "Casas Novas". As suas salas amplas, com o toque de ambiente familiar, acolhem quem por lá passa com as comodidades necessárias ao bem-estar e à tranquilidade. Os dez quartos, seis duplos e quatro normais, estão decorados com bom gosto e sobriedade. Quem procura descontrair-se no exterior tem à disposição amplos jardins, uma piscina e uma praia fluvial próxima da casa.

In Solares de Portugal A arte de bem receber , Edições INAPA, 2007

HISTORIAL

A Casa de Canedo, localmente conhecida como Casa do Barreiro, é um solar rústico, centro de uma exploração agrícola e florestal de cerca de 50 hectares.

A casa, na sua actual forma, resulta da junção, através da capela, de um edifício inicial do século XVII, de planta quadrada com pátio interior - onde se situa a zona nobre e os serviços - ao qual foi acrescentado uma nova ala, no século XVIII, as 'Casa Novas', que prolonga a casa e que define o espaço da eira.

A adaptação da casa a Turismo de Habitação foi feita, criteriosamente, salvaguardando as características arquitectónicas e construtivas do edifício, utilizando mobiliário e peças de decoração que eram propriedade da família, sem deixar de procurar assegurar todas as actuais exigências de conforto.

Pertenceu à família Machado de Andrade e, em 1917, em legado da última dona, passou para a Misericórdia de Margaride. Foi vendida em hasta pública e, em 1940, foi adquirida pela Sociedade Agrícola de Basto, da família de Fernando Rau a cujos herdeiros continua a pertencer.

A Casa de Canedo, um solar rústico do século XVII, é centro de uma exploração agrícola de cerca de 50 hectares.

Situada num vale sossegado da região de Basto, famosa pela sua beleza paisagística e pelos seus vinhos, a Casa é o local ideal para explorar os contrastes da beleza natural e descobrir a riqueza cultural e folclórica da região.

As actividades de turismo em espaço rural tiveram início em 1996, e as salas amplas da casa, com um toque de ambiente familiar, acolhem quem por lá passa com as comodidades necessárias ao bem-estar e à tranquilidade. Ao projecto de modernização presidiu sempre a preocupação de aliar os valores da tradição local com as exigências do moderno conforto.

A casa tem dez quartos, espaçosos e luminosos, que mantêm uma atmosfera muito especial. Embora respeitando a estrutura e o estilo original da casa, todos os quartos têm casa de banho integrada, telefone e aquecimento, e três têm uma sala privativa.

Na sala de jantar, instalada na grande e antiga cozinha, para além de um pequeno-almoço variado, servem-se almoços e jantares que privilegiam a cozinha tradicional minhota.

Para além dos passeios no jardim e nos campos e matas das redondezas, também pode acompanhar os trabalhos agrícolas, em especial o cultivo e a produção do vinho verde (zona vinícola demarcada), que atinge o seu auge de laboração no fim de Setembro e início de Outubro, época das vindimas.