Vinhos

Os vinhos - Néctares dos deuses

Através das rotas dos vinhos de Portugal pode fazer excelentes passeios e conhecer um prazer aperfeiçoado ao longo dos tempos. No norte, no centro ou no sul, contacte com saberes antigos e com regiões onde o vinho se cultiva desde tempos imemoriais. Do Minho, verde e viçoso, onde o vinho verde cresce em latadas, aos socalcos do Douro, a mais antiga região demarcada do mundo, berço do famoso Porto e ao Centro de Portugal, onde as rotas dos vinhos percorrem cidades e vilas cheias de história.

O circuito inclui 7 noites com alojamento, pequeno-almoço, e uma bebida de boas-vindas.

Inclui oferta de uma Experiência de 1 prova de vinhos e visita à adega em cada um dos Solares.

Vinhos

  Dia 1: CASA DO BARREIRO, 2 noite(s)

  Dia 3: QUINTA DA VEIGA, 2 noite(s)

  Dia 5: CASA DE MOGOFORES, 3 noite(s)

Experiências

  Bebida de Boas Vindas

  Pequeno-almoço

  Uma prova de vinhos e visita à adega em cada um das Casas

Preços

  Quarto Indivídual / pax: 660.00€

  Quarto Casal / pax: 415.00€

Através das rotas dos vinhos de Portugal pode fazer excelentes passeios e conhecer um prazer aperfeiçoado ao longo dos tempos.

No norte, no centro ou no sul, contacte com saberes antigos e com regiões onde o vinho se cultiva desde tempos imemoriais.

caminho. Do Minho, verde e viçoso, onde o vinho verde cresce em latadas, aos socalcos do Douro, a mais antiga região demarcada do mundo, berço do famoso Porto e ao Centro de Portugal, onde as rotas dos vinhos percorrem cidades e vilas cheias de história.

Os vinhos verdes de Portugal, únicos no mundo, são um agradável motivo para descobrir o Minho.

O vinho verde, leve e algo atrevido, vai bem com peixes e mariscos. Ou com uma pausa refrescante num dia de calor. No atlântico Minho, de relevo acidentado a norte do país, as videiras trepam em latadas e bordam campos pontuados por típicos espigueiros. No verde da paisagem, com rios vários, ergue-se o granito dos muitos solares e monumentos, a visitar.

Comece na costa, em Caminha e Vila Nova de Cerveira, tão pitorescas como Valença, à beira do Minho. Mais a norte, Monção e Melgaço são centro do mais apreciado vinho verde português: o Alvarinho. Perto, fica o Parque Nacional da Peneda-Gerês, com aldeias de serra cheias de história e tradição, como Castro Laboreiro e Soajo.

Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Ponte de Lima devem o nome a rios que lhes dão graça e frescura, como Viana do Castelo, na foz do Lima. Passe ainda por Barcelos, à beira do Cávado, e por Braga, cujo património evoca as raízes ancestrais da região.

Noutro percurso, Guimarães, berço da nacionalidade e Património Mundial, alia-se a Amarante, bela cidade que combina igualmente rio e património. Não parta sem uma visita às mais emblemáticas quintas da região, tão famosas pelas suas casas senhoriais, como pela qualidade dos seus vinhos.

Descubra a mais antiga região de vinha demarcada do mundo. O Douro espera por si. Surpreenda-se com a Rota do Vinho do Porto!

A Região do Douro é a mais antiga região de vinha demarcada do mundo de que se tem conhecimento, tendo o "título" desde 1756. Estendendo-se ao longo do vale do rio Douro, património mundial da UNESCO, aqui produzem-se excelentes vinhos, como o famoso Vinho do Porto.

A Rota do Vinho do Porto tem a particularidade de se poder fazer de carro, comboio ou barco, uma vez que o rio é navegável do Porto a Barca d’Alva, na fronteira com Espanha.

Deixe-se encantar com a paisagem do Douro: os vales, o rio serpenteante, as vinhas em socalcos, o ar puro... E aproveite para visitar algumas quintas produtoras de vinho do Douro e do Porto.

Do interior, onde o Dão corre apertado entre montanhas, ao litoral de lagoas e vastos areais, duas Rotas no centro de Portugal.

Ocupam áreas especialmente férteis para a vinha, em que registos do séc. XII já falam da excelência dos vinhos aqui produzidos, como o Dão, com fama desde a fundação de Portugal.

Um percurso monumental começa no rico património construído de Viseu e faz um círculo em volta do Dão, onde o granito impera.

Entre o Dão e o Mondego a paisagem é mais verde, feita de vinhas dos solares e quintas da região, à mistura com florestas, já no Caramulo.

Entre o Vouga e o Paiva ficam termas, como S. Pedro do Sul, templos românicos e aldeias de telhados de xisto.

Também na Rota do Vinho da Bairrada encontra termas - Luso e Curia. Perto da costa, são as lagoas e rios que dão serenidade ao ambiente. Junto ao mar, que influi no caráter dos vinhos da Bairrada, encontram-se dunas e praias extensas, onde as casas pintadas de riscas coloridas são um atrativo.