Seja Bem Vindo aos Solares de Portugal
Português
English
Français
Telefone +351 258 931 750Contactosinfo@solaresdeportugal.pt

A vizualização deste conteúdo requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

MealhadaMealhadaSolares de Portugal « Mealhada


MEALHADA, com uma área de 111,0 km2, 21 282 habitantes e 8 freguesias, é um dos 19 municípios distrito de AVEIRO.
Chegar ao Municipio da Mealhada é entrar no coração duma natureza generosa, num universo de paisagens e tons verdes, de céu azul, de gente com o coração aberto.Montes e campos, veredas de surpreendente mistério, encostas onde se cria o bom vinho da Bairrada que acompanha na perfeição o não menos famoso leitão, o maior suporte gastronómico da terra.Quem entra nos Paços do Município, ali encontra um grande marco miliário de pedra calcárea do tempo do imperador Calígula. Esse, é o grande símbolo do concelho: um caminho para norte e para sul, para este e para oeste, uma estrada sempre aberta ao acervo do passado e aos desafios do futuro.

Limite sul do distrito aveirense, a Mealhada estende-se entre a Serra do Buçaco e a orla gandareza de Cantanhede, acompanhando o pequeno rio Cértima desde a nascente até se perder em meandros na fronteira territorial do vizinho concelho de Anadia.Remonta ao ano 39 dc o marco miliário da Mealhada, testemunho da passagem da via romana Conimbriga-Braccara pela região, com inscrições que referem o imperador Calígula.Em 1002 existia no território do actual concelho, o Mosteiro da Vacariça que exerceu larga influência religiosa em toda a região, estendendo-se o seu património para além dos rios Mondego, a sul e Douro, a Norte, tendo sido proprietário do Mosteiro de Leça e terras da Maia.A sua dimensão e importância estão bem documentadas, entre outras fontes, no Livro Preto da Sé de Coimbra, mas da opulência e riqueza deste mosteiro dos tempos da reconquista não existe hoje qualquer vestígio físico.

Administrativamente, vamos ao rei D. Manuel I colher o Foral da Vacariça datado de 12 de Setembro de 1514 e a D. Maria II se deve a criação do concelho da Mealhada em 24 de Outubro de 1855 com a consequente extinção da primitiva autarquia da Vacariça,centro nevrálgico duma rica região agrícola . Em 1628 estabelece-se no Buçaco uma comunidade de frades carmelitas, ali edificando o convento de Santa Cruz do Bussaco e inúmeras ermidas e capelas de penitência, que são hoje o património classificado do concelho. A Ordem dos Carmelitas Descalços ali permaneceu durante 200 anos até à sua extinção em 1834. Em 1810, também em plena Serra do Buçaco, sofre Napoleão uma das primeiras derrotas do império durante a terceira invasão francesa comandada pelo marechal Esseling Massena, perante o exército anglo-luso sob o comando do Duque de Wellington . O espólio da luta, recolhido no Museu Militar do Buçaco é o testemunho vivo desse episódio da história de Portugal.
Nos finais do séc. XIX foi edificado em terrenos do antigo convento o Palace Hotel do Buçaco, uma obra em estilo neo-manuelino com traço do cenógrafo italiano Luigi Manini . Destinado inicialmente a pavilhão de caça do Rei D. Carlos, nunca lhe coube satisfazer essas funções e em 1917 foi transformado em hotel de luxo concessionado a pioneiros da industria do turismo em Portugal como o suiço Paul Bergamin ou o natural do concelho, Alexandre Almeida. É hoje uma prestigiada unidade hoteleira referenciada em todo o mundo.

O concelho da Mealhada localiza-se na parte sul do distrito de Aveiro e faz parte na Região Centro (NUT II) da Unidade Territorial do Baixo Vouga . Face á vizinhança de Coimbra , o concelho sofre desta cidade significativa influência mantendo uma estreita ligação com a urbe conimbricense em muitas matérias. Com uma área territorial de 112 Km2 , o concelho possuía uma população residente de 20.763 habitantes, segundo os censos de 2001 , distribuída pelas oito freguesias de Antes , Barcouço , Casal Comba , Luso , Mealhada, Pampilhosa , Vacariça e Ventosa do Bairro o que traduz uma densidade populacional de 164,4 hab./Km2.